8 formas de misturar cores em armários

A cozinha pode ganhar um visual diferente com gabinete em tom distinto dos móveis aéreos. Inspire-se!

Da redação Decorar Mais Por Menos – Ed. 83 | Adaptação web: Tayla Carolina

1. Cores vibrantes

O duo azul-petróleo e laranja é destaque na cozinha projetada por Gerson Dutra de Sá e Ana Lúcia Salama. A parte inferior recebeu o tom de azul, além de molduras nas portas, que conferem um clima retrô. Já a parte superior é parcialmente laranja, com portas de vidro, contrapondo-se ao tom fechado. Para completar a composição, o acabamento amadeirado dos móveis traz aconchego e conforto visual.

 

 

2. Combinação sem erro

Usar branco não é desculpa para deixar a cozinha sem graça. No projeto assinado pela designer de interiores Rúbia Vieira, o branco dos móveis foi quebrado pelo azul, presente no armário superior com acabamento em vidro. O revestimento preto também contribuiu para um visual mais moderno.

 

 

3. Em três tons

A tendência também foi adotada pelo Tupinikim Arquitetura Luz Arte, que apostou nos móveis da Bontempo em três cores diferentes. Segundo Dani Cunha, gerente da Bontempo Recife, as cores ganharam mais espaço na decoração do cômodo porque são uma maneira de dar vida ao ambiente. Se a cozinha é pequena, o ideal é usar cores mais suaves, como branco, bege ou até um amadeirado com base clara. “Já para as cozinhas maiores, as cores escuras funcionam melhor, pois dão a impressão de aconchego”, afirma.

 

 

4. Gabinete colorido

O apartamento no Brooklin, em São Paulo, já tinha revestimento branco nas paredes da cozinha e recebeu o piso vinílico amadeirado. Para conferir jovialidade ao ambiente, as arquitetas da Doob Arquitetura apostaram em móveis em duas cores. Veja que nesse caso o tom neutro foi usado na parte aérea, enquanto o colorido ficou no mobiliário inferior. A parte superior é a mais vista da área social, por isso ganhou cor menos enjoativa, já o gabinete colorido fica “escondido” pela bancada da cozinha americana.

 

 

5. Aposta ousada

Este ambiente projetado pelo Sergio Savas Bastos para a Bontempo exibe um duo diferente, com gabinete branco e armários superiores em tom de rosa, cor que já se consagrou tendência na decoração. Apesar de inusitado, o tom claro não pesou no ambiente, mantendo a neutralidade e amplitude que a cozinha pede.

 

 

6. Detalhe azul

A cozinha projetada pela arquiteta Beatriz Quinelato recebeu armários em MDF cor cinza com acabamento em laca brilhante. O azul, tom eleito conforme o gosto da moradora, entrou em cena na marcenaria que envolve a geladeira, emoldurando o eletro. O tom também está presente no ladrilho hidráulico visto na parede ao fundo do ambiente.

 

 

7. Neutros e atemporais

As arquitetas da Doob Arquitetura foram as responsáveis pela cozinha desse apartamento de 63 m2 , que recebeu azulejos geométricos (Lurca), móveis aéreos brancos e os inferiores em madeira pínus, o que contribuiu para o visual industrial e jovem que os moradores tanto desejavam.

 

 

8. Clássico P&B

A paleta atemporal composta por preto e branco ganhou reforço do vermelho, na geladeira retrô, e do cinza, presente no piso geométrico (coleção Ampla Design, da Portobello). A arquiteta Aiê Tombolato e a designer de interiores Carla de Mello foram as responsáveis pelo projeto, que traz armários superiores de MDF revestidos em laminado branco e gabinete inferior em preto, que funciona superbem com  a parede preta do ambiente.