Mais de 16 soluções que maximizam os 55m²

Dicas imprescindíveis para aliar conforto, bem-estar e funcionalidade para os pequenos espaços

Por Redação | Fotos Divulgação | Adaptação web Tayla Carolina

Um bom projeto é capaz de transformar até os menores apartamentos no espaço perfeito para viver bem, com conforto, bem-estar e, é claro, com funcionalidade para enfrentar o dia a dia. Afinal, de nada adianta um lar bonito se ele não for adaptado para as necessidades e rotina dos moradores.

Para este apartamento-modelo de 55 m² do empreendimento Reference Butatã, a designer de interiores Adriana Fontana trouxe medidas importantes para driblar a metragem enxuta, propiciar aconchego e atender perfeitamente à rotina de um casal sem filhos.

Ampliamos a sala de estar e TV, utilizando o espaço do segundo dormitório. Com isso, conseguimos uma sala mais ampla e uma pequena sala de estar, para que eles possam receber os amigos”, conta a profissional, que também optou por manter a cozinha americana, garantindo amplitude visual ao projeto.

  • Móveis transparentes, sejam de vidro ou acrílico, não criam barreiras visuais, contribuindo para a leveza do espaço.
  • A parede espelhada (Vidraçaria Temperclub) foi um recurso utilizado para melhorar a iluminação e amplitude. O modelo é o Cristal reto lapidado com 4 mm de espessura. Dividido em oito, no total tem 5,90 x 2,35 m.

  • A marcenaria planejada (Todeschini Gabriel) inclui nichos para embutir os eletrodomésticos, liberando mais espaço na pia.
  • Com a cozinha integrada à sala de estar e à lavanderia, a saída foi instalar uma coifa, dessa maneira o cheiro não se espalha pelo apê.
  • O modelo lava e seca tem duas vantagens superimportantes: facilita a rotina doméstica e ainda economiza espaço, deixando a parte superior livre para instalar uma bancada (pedra preta São Gabriel).

Frontão decorativo

A cozinha recebeu um revestimento claro, mas nem por isso precisava ser básico ou sem graça. “Como está aberta para a sala, decidimos fazer algo com personalidade. Escolhemos uma linha da Decortiles Eliane, que compõe um visual muito interessante com o restante do apartamento.

  • “Utilizamos o banco na parede da sala de jantar, a fim de aproveitar adequadamente o espaço reduzido e ampliar a circulação ao redor da mesa.”
  • A mesa lateral foi escolhida a dedo. Veja que o modelo é menor que o braço do sofá, dessa maneira não virou um problema para a circulação.

  • Para decorar a parede da sala de jantar, a proposta da profissional foi usar uma escultura (Arte Própria). Apesar de ser de ferro, o modelo é vazado, escolha certeira para não carregar no décor.
  • Para não errar, a composição de quadros guarda um truque interessante: apesar de serem diferentes, as cores e temática foram mantidas.

  • Para as costas do sofá não ficarem aparentes, prejudicando o visual, a solução que a profissional encontrou foi posicionar uma estante baixa que esconde o estofado e ainda serve como espaço de armazenamento.

Sala “escondida”

Imóveis pequenos devem ter ambientes multifuncionais, um recurso adotado pela profissional para garantir isso foi utilizar portas de correr para isolar a sala de TV. “Nesse espaço você pode manter as portas abertas, para conquistar amplitude no dia a dia, e fechar somente quando necessário, para conseguir uma privacidade mais controlada”, conta a designer de interiores, que reserva algumas dicas para quem quer copiar:

“Em um apê real, o ideal é ter uma porta mais vedada, para não vazar luz e atrapalhar quem está dormindo, por exemplo. O ideal entre a porta aberta e o móvel mais próximo é ter no mínimo 70 cm para circulação.” O modelo foi executado pela Todeschini Gabriel em MDF branco.

 

 

Para ver o restante das dicas, compre a revista Decorar Mais Por Menos – Ed. 84